“Respeita o paranaense e prevê investimento maior que o total para o País”, avalia Bacil sobre o novo modelo de pedágio

“Respeita o paranaense e prevê investimento maior que o total para o País”, avalia Bacil sobre o novo modelo de pedágio

Agosto 12, 2021 0 Por ClicSulNews

O deputado estadual Emerson Bacil participou com o ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas e governador Carlos Massa Ratinho Junior da apresentação do novo modelo para futura concessão do pedágio no Paraná. Sobretudo com transparência, respeito ao paranaense e previsão de investimento por ano no Paraná maior que o orçamento total do Governo Federal para o Brasil todo.

Nesta quarta-feira (11/08), no Palácio Iguaçu o novo modelo de concessões rodoviárias do Paraná foi apresentado com a expectativa de ter uma tarifa 50% mais baixa que a atual, e garantir obras, que deverão ser executadas já nos primeiros anos de contrato – 90% delas devem ser entregues até o sétimo ano. Sem pagamento por outorga concedida, conforme eram os modelos anteriores.

“Nós sabemos que anteriormente os contratos de concessões foram assinados a quatro paredes. Agora não, a situação será posta em leilão na bolsa de valores, com total transparência. Ainda com desconto na tarifa e garantia de aporte para investir na melhoria das estradas e infraestrutura, prevendo que empresa idôneas participem do processo até pela necessidade de garantir caixa para investir”, destaca o deputado Bacil.

De acordo com a proposta, os investimentos podem chegar a R$ 8 bilhões por ano nas rodovias estaduais e federais paranaenses, sob concessão e pedágio. “Para se ter ideia, o orçamento para o Brasil todo, do Governo Federal, neste ano é de R$ 6 bilhões, ou seja, no Paraná teremos valores maiores que nosso país, exclusivo para o nosso Estado”, compara o deputado, com base nessa estimativa.

As concessões rodoviárias estão divididas em seis lotes, que totalizam 3,3 mil quilômetros de rodovias, com investimentos previstos da ordem de R$ 44 bilhões, incluindo duplicações, construção de contornos urbanos, faixas adicionais em rodovias já duplicadas, terceiras faixas, mais de mil obras de arte especiais, como viadutos, trincheiras e passarelas, sinal de Wi-Fi em todo o trecho, câmeras de monitoramento e iluminação em LED.

“O diferencial são as obras de infraestrutura e o respeito com o paranaense. Satisfeito 100% não existe para ninguém, até por conta desses ajustes na discussão total. Mas avalio que trabalhamos, pela Assembleia Legislativa, com o Governo Estadual e Federal para chegamos ao melhor modelo possível que certamente será replicado em outros Estados para novas concessões”, completa o deputado Bacil.